Banco BAI
Lançamento Field Right ‘pendurado’ pela pandemia

Startup quer aproximar produtores dos consumidores

07 May. 2020 (In) Formalizando

LOGÍSTiCA. Startup projecta investimento inicial de até 50 mil dólares para lançar aplicativo que pretende aproximar produtores dos consumidores. Cadastramentos na plataforma já começaram.

Startup  quer aproximar produtores dos consumidores

Com o propósito de conectar o pequeno agricultor aos diversos compradores em todo o país e facilitar o escoamento dos produtos, a empresa angolana Field Right criou uma plataforma de acesso gratuito com o mesmo nome.

Alexandre Sérgio Manganda, CEO da empresa, explica que o cadastramento dos agricultores é feito em tempo real, com detalhes da zona de produção e dos produtos cultivados, possibilitando a qualquer comprador fazer reserva a partir da plataforma.

Além de permitir a venda, a empresa fará as entregas dos produtos aos compradores e deverá ceder especialistas em agronomia para o acompanhamento e instrução do processo de produção, o que justifica, segundo Alexandre Manganda, a aplicação de uma taxa de 15% aos agricultores por cada venda feita. 

“Segundo o estudo que fizemos, para dar os primeiros passos em Angola, o investimento está avaliado em 30 a 50 mil dólares porque a nossa moeda está cada vez mais desvalorizada, temos de adquirir transportes para a entrega dos produtos”, calcula o gestor, referindo-se às necessidades iniciais de investimento.

Mesmo sem entrar ainda em funcionamento em Angola, cinco famílias camponesas e 13 fazendeiros estão já cadastrados na plataforma. O processo está aberto ao público, admitindo desde proprietários de lavras, fazendas a compradores.

Nas contas dos seus promotores, a plataforma facilitará ainda o intercâmbio comercial com o Brasil, permitindo a exportação de produtos nacionais, “isso pelo nível considerável de utilização da plataforma neste país sul-americano”. O seu lançamento em Angola está, entretanto, condicionado à evolução da covid-19.

A ideia da plataforma surgiu em 2017, tendo sido materializada em 2018 no Brasil, após conquistar o prémio startup de Santa Catarina, com o investimento inicial de 150 mil reais (28,8 mil dólares). Actualmente, congrega, naquele país, 65 produtores agrícolas e mais de 35 unidades de restaurantes compradores e famílias.

 

X