Antunes Zongo

Antunes Zongo

BALANÇO PROVISÓRIO. Administração da petrolífera estatal reforça a necessidade de a companhia abdicar dos negócios fora do segmento nuclear e justifica a entrada em àreas não core, como a Unitel, não só por serem atractivas, mas também por serem um “capital importante” para o país. Companhia de telecomunicações rende à petrolífera 1,2 mil milhões dólares.

 

GREVE À VISTA. Central Geral de Sindicatos Independentes e Livres de Angola adverte ?que a Sonangol tem uma moratória de até dia 16 de Março para integrar todos os colaboradores eventuais. Em uníssono, trabalhadores negam prorrogação do prazo.

CENTRALIDADES. Imogestin nega responsabilidade sobre o programa de escolha aleatória dos apartamentos, sugerindo que apenas o Governo pode pronunciar-se em relação às críticas da população.

Enquanto se prepara a tomada de posse dos membros do Governo Sombra da Unita, Raul Danda analisa a economia, manifestando dúvidas sobre se o seu partido chamaria ou não o FMI , caso ganhasse as eleições de 2017. E justfica-se: ao contrário do FMI “que opta por questões eminentemente técnicas e práticas, um Governo deve olhar para a sensibilidade populacional”. Mas não se fica por aqui. Entre outras, o deputado acusa o Executivo de João Lourenço de estar a proteger as empresas petrolíferas em detrimento dos trabalhadores nacionais.

X