Anúncio de subscrição
Em 2022

BAD prevê desaceleração do crescimento económico de África para 4,1%

26 May. 2022 Mundo

O crescimento real do PIB de África deverá desacelerar para 4,1% em 2022, após ter recuperado para 6,9% em 2021, prevê o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), que atribui o abrandamento à persistência da pandemia e à guerra na Ucrânia.

BAD prevê desaceleração do crescimento económico de África para 4,1%

Nas suas Perspectivas Económicas Africanas lançadas durante os encontros anuais do BAD em Acra, o banco conclui que o Produto Interno Bruto (PIB) real de África recuperou fortemente no ano passado para 6,9%, depois da recessão em 2020 originada pela pandemia de covid-19.

Este crescimento foi apoiado na recuperação da procura global, no aumento dos preços do petróleo, que beneficiou as economias exportadoras de petróleo, no alívio das restrições associadas à covid-19 e foi associado a um crescimento no consumo e no investimento interno.

No entanto, o banco prevê que a economia africana desacelere este ano para 4,1%, reflectindo incertezas relacionadas com a persistência da covid-19 e o impacto da guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

Este conflito, escreve o presidente do BAD, Akinwumi Adesina, no prefácio do relatório, "ameaça comprometer as promissoras perspectivas económicas do continente", que se "arrisca a cair na estagnação, uma combinação de crescimento lento e inflação alta".

Segundo o banqueiro, se a guerra persistir, o crescimento de África deve estagnar em cerca de 4% em 2023.

Segundo o relatório, o crescimento económico de África varia muito entre países e regiões.

O Norte de África, que em 2021 foi a região que mais cresceu (11,7%), deverá este ano ver abrandar a economia para 4,5%, enquanto a África Oriental, que no ano passado cresceu 4,8%, deverá estabilizar em 4,7%.

O crescimento médio na África Ocidental foi de 4,3% em 2021 e deverá manter-se forte, em 4,1% este ano, enquanto a economia da África Central deverá crescer 4,6% em 2022, após os 3,4% de 2021.

                                                                                                                            Lusa