Girabola Zap
Banco BAI
Para suspender a dívida

Angola vai aderir à iniciativa do G20

02 Jun. 2020 Economia / Política

O Ministério das Finanças anunciou que Angola vai aderir à Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida (DSSI) do G20 para direccionar fundos para combater o impacto causado pela pandemia da covid-19.

Angola vai aderir à iniciativa do G20

Segundo nota das Finanças enviada ao VALOR, em consulta com o FMI, o Ministério das Finanças decidiu recorrer à DSSI do G20 “sentido de negociar com os seus pares soberanos a paralisação do serviço da dívida em empréstimos bilaterais".

O Ministério acrescenta que "o DSSI poderá aliviar a pressão financeira e permitirá a liberalização de fundos para combater o efeito da covid-19 em Angola nos próximos meses".

No entanto, o Ministério não revela quais os valores em causa, explicando que a renegociação incide nos valores em dívida aos credores bilaterais incluídos no acordo proposto pelo G20, que exclui os credores privados. "Na sequência das já anunciadas reformas da administração pública e dos ajustamentos orçamentais, o Ministério das Finanças encontra-se actualmente em fase avançada de negociações com alguns dos seus parceiros importadores de petróleo para reprogramar as facilidades de financiamento para melhor reflectir o actual ambiente de mercado e as quotas de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP)".

Em Abril, o G20 anunciou que vai suspender durante um ano a dívida dos países mais pobres para os ajudar a atravessar a crise criada pela pandemia de covid-19. “Assumimos um compromisso claro, através de organizações internacionais, o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o Banco Mundial. A suspensão da dívida é verdadeiramente importante, significa que os países pobres não têm necessidade de se preocupar em como fazer os pagamentos nos próximos 12 meses“, declarou, em conferência de imprensa, o ministro das Finanças da Arábia Saudita, país que preside actualmente ao G20, grupo que reúne as principais economias mundiais.