Girabola Zap
Banco BAI
Alertam analistas

Fitch considera que queda dos preços ameaça África

12 Mar. 2020 Economia / Política

A agência de notação financeira Fitch Ratings considerou nesta quarta-feira, que a descida dos preços do petróleo devido aos receios com o surto de Covid-19 é o principal risco para as economias africanas exportadoras.

Fitch considera que queda dos preços ameaça África

 “Encaramos o colapso nos preços do petróleo e de outras matérias-primas como o principal canal para as dificuldades económicas resultantes do surto de coronavírus para os países da África e do Médio Oriente”, lê-se numa nota sobre o impacto do surto no continente africano.

“Para os grandes produtores da África Subsaariana, como Angola e o Gabão, uma descida de dez dólares no petróleo tem um impacto nas receitas equivalente a 1,00 a 2,00 % do PIB”, alertam os analistas.

“O choque na procura vai ter um efeito negativo substancial nas receitas fiscais, fluxos em moeda estrangeira e no crescimento económico para um conjunto de países” nesta região, acrescentam os analistas na nota enviada aos clientes e a que a Lusa teve acesso.

Nos últimos dias, o preço do petróleo reduziu-se significativamente, valendo ontem cerca de 40 dólares, o que coloca o valor bastante abaixo da previsão inscrita no Orçamento do Estado para este ano, que antevê um valor médio anual do petróleo nos 55 dólares por barril.

Preços do crude voltam a cair 

O barril de petróleo Brent abriu hoje, no mercado de futuros de Londres, a 34,03 dólares, uma perda de 1,76 por cento face ao fecho da sessão de quinta-feira (36 dólares).

O Brent, que serve de referência às exportações angolanas, tem registado uma variação negativa devido aos efeitos do coronavírus, tendo na segunda-feira (9) registado a maior queda (30%) dos últimos 30 anos, ao atingir os 31,49, menos USD 14 USD, do fecho da sessão anterior (sexta-feira dia 06).

Associado a isso esta o iniciado uma violenta “guerra” económica em torno da matéria-prima entre a Arábia Saudita e a Rússia, os dois maiores exportadores do mundo.